20/ago

Quais os tratamentos estéticos permitidos na gravidez?

em Sonho Mágico

19hrs

Durante o período gestacional, os cuidados com o corpo e a saúde têm de ser redobrados. Isso porque, nesta fase, a mulher apresenta muitas restrições quanto aos tipos de medicamentos dos quais pode fazer uso, o que torna o tratamento de uma simples irritação de pele, por exemplo, mais complexo e delicado.

Por conta disso, muitos procedimentos estéticos são proibidos durante a gravidez, enquanto outros são liberados com algumas restrições. “A gestação é um momento de muitas mudanças físicas e psicológicas. A grávida pode e deve fazer tratamentos para melhorar sua estética, porém sempre com acompanhamento médico”, orienta a ginecologista e obstetra Erica Mantelli.

Veja as recomendações de dois especialistas para os tratamentos mais comuns:

Tratamentos permitidos na gravidez

Limpeza de pele

Pode ser feita sem problema. “De preferência com produtos hipoalergênicos”, indica Dra. Erica.

Hidratação capilar

Não há restrições. O ideal, porém, é evitar a raiz, já que essa parte do cabelo tende a ficar mais oleosa durante a gestação por conta de alterações hormonais.

Tratamentos que requerem cautela na gravidez
Depilação

“A depilação com cera deve ser evitada no primeiro trimestre e, depois disso, é liberada, porém com algumas precauções. Deve-se ter muito cuidado por conta da chance de infecção ou inflamação, já que os riscos para a gestante são maiores”, explica o ginecologista e obstetra Pedro Awada, do Hospital e Maternidade Brasil. “A depilação a laser não deve ser realizada, pois não existem estudos que comprovem que ela não faz mal para a gestante ou para o bebê”, afirma Dra. Erica

Peeling

“O ácido retinóico não deve ser utilizado, pois há risco de irritação da pele e de aparecimento de manchas. Também é proibido o peeling abrasivo”, afirma Dr. Pedro. “A gestante pode optar pelo peeling de cristal, com esfoliação leve da pele”, indica Dra. Erica.

Drenagem linfática

“Pode ser realizada a partir do 2º trimestre”, diz Dr. Pedro. “A mulher tem de receber a autorização do médico e só deve fazer o procedimento com um terapeuta especializado em gestantes, pois a pressão exercida deve ser menos intensa do que na drenagem linfática comum”, recomenda Dra. Erica.

Manicure e pedicure

Podem ser feitos desde que se tenha cuidado com os acessórios utilizados, que devem ser esterilizados. “Fique atenta aos materiais que serão utilizados, a fim de evitar contaminações. O ideal é usar o próprio alicate, espátula, palito e lixa”, recomenda Dr. Pedro.

Cremes de tratamento

”O obstetra deve ter conhecimento de todos os cosméticos utilizados, pois alguns podem conter ácidos ou substâncias para clareamento que são contraindicadas. O ideal é usar apenas os produtos indicados pelo seu médico, com formulação especifica para seu tipo de pele – seca, oleosa ou mista”, aconselha Dra. Erica. “Algumas substâncias podem ser absorvidas pelo corpo e trazer riscos para o feto”, alerta Dr. Pedro.

Cremes hidratantes

“Podem ser utilizados, porém deve-se evitar a hidratação dos mamilos para que eles não fiquem muito sensíveis e com predisposição a rachaduras durante a amamentação”, ensina Dra. Erica.

Tintura no cabelo

“O uso de tinturas e luzes é contraindicado nos primeiros três meses de gestação por conta do risco de contaminação do bebê. Pode haver má formação fetal e predisposição à leucemia”, alerta Dra. Erica. “Após o terceiro mês, a gestante pode usar tintura sem amônia. As luzes podem ser realizadas no final da gravidez, desde que sejam feitas a, pelo menos, 1 cm da raiz, evitando, assim, a absorção química pelo couro cabeludo”, detalha.

Massagem relaxante

Pode ser feita, mas é de extrema importância que o médico seja comunicado e que o terapeuta que irá realizar o procedimento domine o assunto e esteja habituado a trabalhar com gestantes.

Bronzeamento artificial com spray

Apesar de não haver contraindicação, não é recomendado para mulheres grávidas por conta do alto risco de reações alérgicas, irritação da pele e secreção nos poros. Se for feito, o ideal é que o produto seja testado previamente no braço para a verificação de alergia. O bronzeamento natural, através do sol, não é indicado devido ao aumento da pigmentação da pele durante a gestação, o que pode propiciar o aparecimento de manchas permanentes.

Tratamento contra acne

“Pode ser realizado com produtos formulados especificamente para gestante, que não contenham substâncias que possam provocar danos ao bebê”, indica Dra. Erica.

Por Marianna Feiteiro

MAIS SOBRE: , , , ,


COMPARTILHE
COMENTÁRIOS!

POSTS RELACIONADOS:

Obesidade Infantil
12 Dicas para fazer uma super festa junina em casa
Como cuidar de um bebê prematuro?

Comentários

  1. Danila says:

    Excelente conteúdo. Muitas de nós tivemos essas dúvidas e nem sempre encontramos com facilidade. Obrigada.

  2. Fernanda says:

    E o relaxamento? Muito legal este post. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *